Conditio sine qua non

O poeta e último Premio Cervantes, Antonio Gamoneda, defendeu hoje o carácter minoritário da poesia, já que, na sua opinião, trata-se de uma condição que garante, a diferença doutros géneros literários como a narrativa, que «não tenha que obedecer as leis de mercado e possa ser livre».

http://www.elmundo.es/elmundo/2006/12/02/cultura/1165078003.html

libertad, libertad, sin ira libertad
guárdate tu miedo y tu ira
porque hay libertad, sin ira libertad

nota-musical

Quando libertamos a narrativa?  

Mãos à obra, narradores do mundo!

20

Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de usuário. Ao continuar no site está a consentir a utilização das cookies e a aceitação da nossa política de cookies. ACEPTAR

Aviso de cookies